Perguntas mais frequentes

  1. Qual é a responsabilidade do GGCT?

    O "GGCT" constitui um órgão de coordenação estratégica destinado a garantir uma intervenção imediata, operacional e eficaz em situações de crise ou emergência, resultantes da ocorrência de acidente grave, catástrofe ou calamidade, envolvendo residentes da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), que se encontrem a viajar fora de Macau, bem como turistas que se encontrem na RAEM.

  2. Sob que condições actuará o GGCT?

    O GGCT será activado aquando da existência de Residentes de Macau envolvidos em situações de emergência sérios, catástrofes ou calamidades no exterior e/ou na China Continental, bem como turistas que se encontrem nas mesmas circunstâncias na RAEM.

  3. Poderei consultar o GGCT para qualquer conselho antes de uma viagem ao exterior?
    Nós não estaremos em condições de emitir qualquer informação em situações de viagem ao exterior. Queira consultar o Gabinete de Assuntos do Exterior e a sua Agência de Viagem para conselhos de viagem
  4. Caso perca o meu passaporte durante uma viagem, ou este seja considerado suspeito e retido para investigação, poderei nessa altura procurar apoio junto do GGCT?

    Nestes casos, sugerimos que contacte a Embaixada/Consulado da República Popular da China situado no país estrangeiro em que se encontra para um apoio mais directo.

    Pode também considerar entrar em contacto com a Direcção dos Serviços de Identificação de Macau através da sua linha de emergência de apoio ao extranvio de passportes em (+853) 2857 3333 e/ou visitando o sitio da internet em http://www.dsi.gov.mo/hotline_p.html para mais informação/apoio.

  5. Se eu perder a minha (a) bagagem; (b) medicação; (c) valores durante a minha viagem, poderei pedir apoio junto do GGCT?
    1. Deverá contactar directamente a companhia aérea, agência de viagem e companhia de seguros para assuntos de bagagem.
    2. Deverá contactar directamente um hospital no seu destino, para reposição da sua medicação.
    3. No caso da perda de valores, contacte directamente a polícia local e apresente queixa.
  6. O meu cartão de crédito foi roubado, como devo proceder?

    Contacte o número de emergência da empresa do seu cartão de crédito, tanto em Macau como no país em que se encontrar no momento do extranvio do seu cartão.

  7. Estamos no estrangeiro e um dos nossos acompanhantes de viagem foi encontrado sem vida, como devemos proceder?

    Queira contactar a polícia local e a Embaixada/Consulado da República Popular da China localizada no País onde se encontra de visita.

  8. Nós estamos no estrangeiro, um dos nossos familiares está desaparecido há mais de 24horas, como devo proceder?

    Queira contactar a polícia local e a Embaixada/Consulado da República Popular da China localizada no País onde se encontra de visita.

    Pode também contactar a sua agência de viagens e/ou companhia de seguros.

  9. Nós estamos no estrangeiro, um dos nossos familiares encontra-se hospitalizado, como devo proceder?

    Nós sugerimos que contacte a Embaixada/Consulado da República Popular da China no País onde se encontra de visita.

  10. Caso seja informado de que alguns residentes de Macau possam estar envolvidos em acidentes graves no estrangeiro, que não foram noticiados pelos meios de comunicação, como devo proceder?

    O GGCT será activado quando Residentes de Macau estejam envolvidos em situações de emergência que ocorram por acidentes sérios, catástrofes ou calamidades que ocorram no exterior e/ou na China Continental, bem como turistas que se encontrem nas mesmas situações na RAEM.

    Nesse caso contacte-nos através da Linha Aberta para o Turismo +853 2833 3000, a operadora conecta-lo-á ao gerente de serviço do GGCT

    Poderá também contactar a Embaixada/Consulado da República Popular da China no país estrangeiro onde se encontra de visita assim como a sua agência de viagens ou companhia de seguros em viagem.

  11. Deparámo-nos com uma catástrofe natural (cheias, tempestadade tropical, etc…) durante a nossa viagem na China, poderá o GGCT ajudar-nos?

    O GGCT será activado aquando da existência de Residentes de Macau envolvidos em situações de emergência sérios, catástrofes ou calamidades no exterior e/ou na China Continental, bem como turistas que se encontrem nas mesmas situações na RAEM

    Nesse caso contacte-nos através da Linha Aberta para o Turismo+853 2833 3000, a operadora conecta-lo-á ao gerente de serviço do GGCT.

    Poderá também contactar o seu agente de viagens ou a companhia de seguros em viagem.

  12. Ocorreu uma crise de origem humana (bomba, incêndio, etc…), pode ajudar-nos?

    O GGCT será activado aquando da existência de Residentes de Macau envolvidos em situações de emergência sérios, catástrofes ou calamidades no exterior e/ou na China Continental, bem como turistas que se encontrem nas mesmas situações na RAEM.

    Nesse caso contacte-nos através da Linha Aberta para o Turismo+853 2833 3000, a operadora conecta-lo-á ao responsável de serviço do GGCT.

    Poderá também contactar a Embaixada/Consulado da República Popular da China no país estrangeiro onde se encontra de visita assim como a sua agência de viagens ou companhia de seguros em viagem.

  13. Fomos informados de que a agência de viagens que organizou a nossa viagem entrou em insolvência e todos os nossos vouchers deixaram de ser aceites, como devemos proceder?

    Caso esta agência de viagens seja licenciada em Macau, queria contactar a Direcção dos Serviços de Turismo do Governo de Macau através da Linha Aberta para o Turismo+853 2833 3000.

    Poderá também contactar a Embaixada/Consulado da República Popular da China no país estrangeiro onde se encontra de visita assim como a sua agência de viagens ou companhia de seguros em viagem.

  14. Foi emitido um alerta, poderei cancelar ou adiar os meus planos de viagem?

    Os residentes de Macau que tenham adquirido viagens ou pacotes de excursão deverão contactar com a sua agência de viagens ou companhias de modo a averiguar sobre a possibilidade de cancelar ou adiar os seus planos de viagem. Caso os residentes de Macau tenham adquirido seguros de viagem que tenham como referência o Sistema de Alerta de Viagens da RAE Macau, deverão verificar o tipo de cobertura oferecido pelo mesmo de acordo com o nível de alerta emitido.

  15. Adquiri um pacote de excursão/bilhete para um destino para o qual foi lançado um alerta, o que devo fazer?

    Os residentes de Macau deverão considerar se pretendem ou não viajar para o destino. Na sua decisão deverão ter em consideração a informação disponibilizada pelo GGCT ou outras entidades governamentais de Macau, assim como, contactar a sua agência de viagens ou companhias através das quais adquiriu os mencionados serviços. Caso os residents de Macau tenham adquirido ainda seguros de viagem que tenham como referência o Sistema de Alerta de Viagens da RAE Macau deverão verificar o tipo de cobertura oferecido pelo mesmo de acordo com o nível de alerta emitido.

  16. Foi emitido um Alerta de Viagem, deverei regressar a Macau?

    A decisão de regressar a Macau é uma decisão pessoal. O Sistema de Alerta de Viagens da RAE Macau é uma plataforma que pretende fornecer informações sobre a segurança específica de um ou mais destinos de viagem, permitindo que os residentes de Macau estejam bem informados e, possam ainda, adoptar as medidas necessárias para as situações com as quais se podem vir a deparar durante as suas viagens e que podem colocar em causa a sua segurança pessoal.

  17. Foi emitido um alerta de Nível 1, que devo fazer?

    Um Alerta de Nível 1 significa que surgiu uma ameaça. Como tal, os residentes de Macau que tencionem viajar para, ou que se encontrem no destino, devem estar atentos e vigilantes em relação à sua segurança. Sugere-se que tenham atenção e acompanhem o desenvolvimento da situação uma vez que pode ser afectada a sua segurança pessoal.

  18. Foi emitido um Alerta de Nível 2, que devo fazer?

    Um Alerta de Nível 2 significa que a situação de ameaça aumentou e indica uma ameaça elevada à segurança pessoal. Como tal, os residentes de Macau que tenham a intenção de viajar para, ou que se encontrem no destino, deverão reconsiderar a necessidade de permanecer ou viajar para o local perante as circunstâncias que se apresentam. Sugere-se que sejam evitadas viagens não essenciais para o destino em questão.

  19. Foi emitido um alerta de Nível 3, que devo fazer?

    Um Alerta de Nível 3 siginifica que se está perante uma situação de ameaça extrema à segurança pessoal. Como tal, os residentes de Macau que tenham a intenção de viajar para, ou que se encontrem no destino, devem estar em alerta permanente face à situação grave que se faz sentir no destino e procurar assistência oficial que possa ser ali prestada. Aconselha-se a evitar viajar para e, em alguns casos, deixar o destino em questão.

  20. Sou um turista em Macau com planos de viajar para o qual emitiram um alerta de viagem, deverá isto afectar os meus planos?

    Os Alertas de Viagem da RAE Macau é um sistema criado para fornecer informações sobre questões de segurança de modo a que os residentes de Macau possam tomar uma decisão informada em relação aos seus planos de viagem. Apesar de todos os visitantes em Macau possam ter acesso a esta informação, quando e se em dúvida, aconselhamos os visitantes a entrar em contacto ou a aceder informação relevante do seu país ou local de residência de modo a obter mais informações. Da mesma forma, eles também poderiam entrar em contacto com as empresas prestadoras de serviços contratadas e verificar se as suas reservas / itinerário mantêm-se inalteradas, tendo sempre como referência a qualquer Conselho, Alerta ou Aviso de Viagem emitido pelo seu próprio governo.

  21. Sou um cidadão estrangeiro, como é que o Alerta de Viagem da RAE Macau irá afectar-me?

    Um Alerta de Viagem da RAE Macau é basicamente dirigido aos residentes de Macau, cidadãos estrangeiros poderão ter em consideração a informação disponibilizada pelo Sistema de Alerta de Viagens da RAE Macau, mas deverão dar sempre prioridade à informação disponibilizada pelo seu próprio governo através Conselhos, Alertas ou Avisos de Viagem.