14 indivíduos com contacto próximo com o caso confirmado da gripe A (H1N1) foram localizados


2009-06-18 22:22

Fonte : Serviços de Saúde

A fase de alerta sobre a pandemia da Organização Mundial da Saúde elevou-se para 6, sendo, contudo, o seu grau de gravidade moderado. Em Macau ocorreu o primeiro caso importado da gripe A (H1N1), mas ainda não existe qualquer caso local, motivo pelo qual o alerta se mantém na fase V.

Um homem, de nacionalidade filipina, quando desembarcou em Macau vindo de Manila, foi detectado ter febre pelo pessoal médico dos Serviços de Saúde destacado no Aeroporto, tendo sido transferido de imediato para o Centro Hospitalar Conde de São Januário para exame mais detalhado. Foi submetido ao teste RT-PCR duas vezes e ambos os resultados se revelaram positivos ao vírus da gripe A (H1N1). O resultado da análise laboratorial efectuada em Hong Kong à amostra do doente também foi positivo. Por isso, no dia 18, foi confirmado um caso de gripe A (H1N1). Os Serviços de Saúde já programaram o isolamento do doente para tratamento, sendo bom o estado clínico do mesmo.

O homem embarcou no voo 5J-362 da "Cebu Pacific Airlines" no dia 17, no lugar 14C e chegou a Macau às 21:30 horas. 30 passageiros foram considerados como contactos próximos com o homem em causa. Ao entardecer do dia 18, os Serviços de Saúde localizaram 14 desses passageiros, dos quais 5 são chineses, 7 são filipinos, um é de Taiwan e um é mexicano. Os Serviços de Saúde procederam ao exame dos mesmos, e caso o resultado seja negativo, ficarão sob observação médica. Por sua vez, nenhum dos outros 16 passageiros são residentes de Macau, por isso, o pessoal dos Serviços de Saúde procura localizá-los. Entretanto, os Serviços de Saúde apelam aos indivíduos em causa ou ao seu empregador que devem ligar imediatamente através da linha verde 2870 0800 para efeitos de realização de exame. Quanto aos outros passageiros do mesmo voo, caso se sintam indispostos ou tenham dúvidas, também podem contactar com esta entidade através da mesma linha verde.

Para além disso, o residente local que teve contacto próximo com o caso confirmado da Gripe A (H1N1) ocorrido fora do território, concluiu o período de observação médica no dia 18 e após a repetição do exame, verificou-se que não estava infectado pelo vírus da gripe A (H1N1), tendo saído do lugar da observação médica.

De acordo com os dados estatísticos dos Serviços de Saúde, o posto médico das Portas do Cerco mediu a temperatura corporal de 103.730 pessoas, entre as quais 1 pediu informações; o posto médico do Terminal Marítimo do Porto Exterior mediu a temperatura corporal de 14.471 pessoas; o posto médico do Aeroporto Internacional de Macau mediu a temperatura corporal de 4.351 pessoas, entre as quais 685 pediram informações e 1 foi enviada para o hospital; o posto médico sito no Posto Fronteiriço do Cotai mediu a temperatura de 2.178 pessoas e o posto médico do Terminal Marítimo Provisório de Passageiros de Pac On mediu a temperatura corporal de 4.436 pessoas. Recorreram ao Centro Hospitalar Conde de São Januário para consulta médica, por sofrerem de sintomas do tracto respiratório, 71 crianças e 68 adultos.

Até ao anoitecer do dia 18, cumulativamente, 16 pessoas foram submetidas ao teste para detecção do vírus Influenza A H1N1, das quais uma foi classificada caso confirmado, enquanto que os resultados das outras foram negativos. Actualmente, 2 indivíduos que tiveram contacto próximo com casos confirmados da gripe A (H1N1) encontram-se sob observação médica.

(Linha aberta de 24 horas do Centro de Coordenação da Gripe: 28700800 e Fax: 28700863)

 

 



-- Fim --