Residentes que pretendam viajar para o Brasil devem proceder à vacinação contra a Febre Amarela – Serviços de Saúde


2017-02-03 22:02

Fonte : Serviços de Saúde

Devido a diversos surtos de febre-amarela no Brasil, os Serviços de Saúde apelam aos cidadãos que queiram viajar para Brasil ou outros países do globo onde existam surtos de febre-amarela, que devem, antes de viajar, submeter-se à vacinação contra a febre amarela.

Desde o passado mês de Dezembro de 2016 que no Brasil têm sido registados diversos surtos de febre-amarela situação que tem registado um aumento contínuo. De acordo com as informações das autoridades de saúde brasileiras até ao dia 2 de Fevereiro de 2017, foram registados 777 casos suspeitos de febre amarela, dos quais 138 foram casos confirmados. Já morreram no Brasil devido à febre amarela 128 pessoas.

A febre-amarela é uma doença transmissível aguda, contraída principalmente através de picadas de mosquitos Aedes, em regiões trópicas da América Central e do Sul e da África. Os sintomas clínicos da doença são essencialmente febre, icterícia, sangramento. Após a infecção só cerca de 5% a 20% das pessoas apresentam sintomas clínicos e apenas uma minoria das pessoas apresentam sintomas graves ou até morte. Ainda não existe tratamento específico contra a febre-amarela, baseando-se principalmente em tratamentos sintomáticos e de suporte. Contudo existem vacinas para a prevenção da mesma.

Os Serviços de Saúde apelam aos residentes que queiram viajar para Brasil ou outros países e territórios onde existam surtos de febre-amarela, devem recorrer ao Centro de Saúde de Tap Seac ou Centro de Saúde dos Jardins de Oceano de Taipa para submeter à vacina contra a febre-amarela, dez (10) dias pelo menos antes de viajar para os países afectados e que durante a estadia, devem tomar medidas para evitar picados de mosquitos, tais como, devem vestir roupas de cores claras e com mangas compridas e ficar alojados em sítios com ar condicionado ou instalações antimosquitos. No exterior devem aplicar repelente antimosquitos. Caso haja suspeita de ter contraído a febre-amarela, devem recorrer atempadamente à consulta médica.

Para mais informações ou dúvidas, os residentes podem ligar para a linha aberta das doenças transmissíveis dos Serviços de Saúde n.º 2870 0800 ou consultar o endereço electrónico dos Serviços de Saúde sobre Informações de doenças transmissíveis http://www.ssm.gov.mo/csr/.


 


-- Fim --