Os Serviços de Saúde apelam aos cidadãos para prestarem atenção à sua higiene pessoal quando viajarem


2012-07-06 22:11

Fonte : Serviços de Saúde

Relativamente à epidemia de doença fatal de razão desconhecida ocorrida em crianças no Camboja, os Serviços de Saúde acompanham a evolução da situação, e apelam aos cidadãos para prestarem atenção à sua higiene pessoal quando viajarem.

 

De acordo com as informações da Organização Mundial de Saúde, a partir do mês de Abril têm ocorrido repetidamente no Camboja casos de crianças que apresentam sinais de febre, do aparelho respiratório e do sistema nervoso central e cuja causa de doença é desconhecida. Já se registaram 62 casos similares, dos quais 61 foram casos de morte, tendo a morte ocorrido num curto período de tempo após o internamento. Todos os casos respeitam a crianças com idade inferior a 7 anos e a maior parte pertence a crianças com menos de 3 anos, provenientes das regiões do sul do Camboja. Não existe evidente relação entre os casos, e não há sinais de contágio entre os profissionais de saúde e doentes na enfermaria, não havendo indícios de transmissão entre humanos. Não há registo de casos similares nos países vizinhos do Camboja. Os investigadores da Organização Mundial de Saúde opinam que não podem confirmar que é idêntica a causa da doença dos vários casos e não podem confirmar a causa da morte ou o novo patogéneo em causa. Presentemente, ainda não existem informações sobre turistas naquele país com situações similares.

 

Os Serviços de Saúde prestam atenção a esta situação, estão a observar o desenvolvimento destes casos e a manter o contacto com a Organização Mundial de Saúde, a fim de aplicar as medidas adequadas.

 

Presentemente, devido à aproximação das férias de verão com um pico de viagens, os Serviços de Saúde recomendam aos cidadãos que pretendam viajar que têm de prestar atenção às medidas de higiene pessoal, incluindo a higiene alimentar e medidas de prevenção de mosquitos, por outro lado, em caso de aparecerem com sintomas de febre, entre outros, após a viagem, devem rapidamente recorrer ao médico e informar-lo da história de viagem.

 

Os Serviços de Saúde também apelam aos médicos locais para prestarem atenção aos doentes que apresentem sintomas de febre após uma viagem, ou seja, em caso de verificarem situações de anomalia, devem proceder a mais exames ou enviar o doente em causa ou a amostra de expectoração do doente à entidade de saúde com condições para fazer o acompanhamento necessário, e informarem o Centro de Prevenção e Controlo de Doenças dos Serviços de Saúde.



-- Fim --