GGCT reforça apelos de atenção e informação ao cidadão sobre situação no Egipto


2011-01-31 19:19

Fonte : Gabinete de Gestão de Crises do Turismo

Face às manifestações e conflitos violentos ocorridos em várias cidades do Egipto, o Gabinete de Gestão de Crises de Turismo (GGCT) apela aos habitantes de Macau para suspenderem eventuais planos de viagem com destino àquele país e, se necessário, contactarem através da linha aberta do turismo.

Segundo informação do sector, neste momento não existem excursões de Macau, nem residentes do território integrados em programas de viagem organizados no exterior para o Egipto.

O "Travel Industry Council" de Hong Kong decidiu hoje (31 de Janeiro), no final de uma reunião, manter a suspensão de todas as excursões para o Egipto, até às 12h00 do próximo dia 8 de Fevereiro.

E, o Ministério dos Negócios Estrangeiros da China já ordenou o envio de um avião fretado até à capital do país, Cairo, para o regresso dos cidadãos chineses.

O GGCT continua a acompanhar, atentamente, o evoluir da situação no Egipto, relembrando aos residentes de Macau que, se necessário, podem sempre contactar através da linha aberta do turismo: 853-28333000.

Desde o passado dia 29 até às 15h00 de hoje (31 de Janeiro), o GGCT recebeu um pedido de informação via telefone sobre o estado actual no país em causa.

Entretanto, o Ministério dos Negócios Estrangeiros da China emitiu já um comunicado aos cidadãos, cujo texto integral é o seguinte:

"Apesar do recente agravamento das condições de segurança em certas zonas do Egipto, com vários mortos e feridos já confirmados, até à presente data não consta que existam cidadãos da China entre as vítimas.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros tem em grande atenção a segurança da população da China que se encontra no Egipto, tendo sido activados mecanismos de contingência e contacto, incluindo linhas abertas telefónicas, 24 horas em funcionamento, para poder dar todo o apoio necessário, em caso de emergência, aos seus cidadãos.

O Departamento dos Assuntos Consulares do Ministério dos Negócios Estrangeiros e a Embaixada da China no Egipto alertam os cidadãos para suspenderem eventuais planos de viagem, a título individual ou em grupo, para este país; para os que já ali se encontram, devem reforçar a prevenção e cuidados com a segurança pessoal, reduzir as saídas desnecessárias, evitar deslocações aos locais dos incidentes ou de concentrações de elevado número de pessoas.

Entretanto, em qualquer caso de emergência, devem comunicar atempadamente com as autoridades policiais locais ou solicitar apoio às respectivas embaixadas ou serviços consulares da China, no Egipto, através dos seguintes telefones, em funcionamento durante 24 horas:

Embaixada da China, no Cairo: 002-02-27361219; 002-02-27363219; 002-02-27363556

Consulado-geral da China, em Alexandria: 0020-3-3916953; 0020-3-3924324

Centro de Protecção e Assistência Consular do MNE: 010-65963747

 

(Obs.:Tradução com base no texto em chinês do Gabinete de Gestão de Crises de Turismo)


 


-- Fim --